CNDL
rede-rs-cidade-2024-brasil-inovador-rio-grande-sul-aldo-rosa-ceo-reconstrucao-doacoes-resgate-acolhimento-abrigo-municipio-enchente-randoncorp-daniel-instituto-elisabetha-randon
moda-inovadora-2024-rede-brasil-inovacao-esg-ia-aldo-rosa-palestrante-cnc-fecomercio-sesc-senac-cndl-sindilojas-cdl-lab-hub-bfshow-feira-calcados-sp
super-inovador-varejo-2024-rede-brasil-inovacao-esg-ia-ecossistema-hub-startup-aldo-rosa-ceo-palestrante-abras-supermercado-gs1-brasil-em-codigo-1d-2d-(16)

Comércio cada vez mais sustentável – FVRS

Comércio cada vez mais sustentável – FVRS

No Dia Mundial do Meio Ambiente, comemorado em 5 de junho, gostaria de retratar a preocupação com a sustentabilidade, uma tendência cada vez maior no setor retratado pela nossa Federação. Hoje, os consumidores buscam preferencialmente empresas e marcas que adotam práticas de consumo. Por isso, é importante que o comércio esteja atento a essas demandas e busque formas de ser mais amigo do meio ambiente.

Uma das iniciativas é a redução de embalagens, uma tendência que se percebe no comércio, já que elas representam uma grande quantidade de resíduos sólidos gerados pelas empresas. Algumas iniciativas nesse sentido são a utilização de materiais biodegradáveis, recicláveis e reutilizáveis.

O outro termo recorrente é a economia circular, uma prática que busca reduzir o consumo de recursos naturais, reaproveitando os resíduos gerados pela produção e consumo. Essa medida pode ser aplicada no varejo através da reciclagem de materiais, da utilização de produtos reutilizáveis e do aluguel de produtos em vez da venda.

Também está cada vez mais presente o uso de energia limpa, com usinas solares presentes nos estabelecimentos e que fornecem ganhos ambientais e econômicos pela redução no gasto com as contas de energia elétrica.

O comércio adota, ainda, a logística reversa, uma iniciativa que visa a coleta e destinação adequada de resíduos gerados pelos produtos após o seu uso. É uma forma de reduzir o impacto ambiental de seus produtos e incentivar o consumo consciente. Na prática, acontece com mais frequência em itens como pilhas, baterias, e eletrônicos que, como todos sabem, trazem um enorme prejuízo para a natureza se descartados incorretamente.

Com tudo isso, o varejo está se mostrando cada vez mais preparado para uma nova realidade de cuidado e proteção ao nosso meio ambiente.