moda-inovadora-2024-rede-brasil-inovacao-esg-ia-cnc-fecomercio-sesc-senac-cndl-sindilojas-cdl-lab-hub-fenin-fashion-balneario-camboriu-1
rede-brasil-inovador-2024-inovacao-esg-ia-innovation-trends-brazil-cni-cna-cnc-hub-startups-web-summit-rio-janeiro-rj-melanie-nakagawa-microsoft-itau-aldo-rosa-1
CNDL
moda-inovadora-2024-rede-brasil-inovacao-esg-ia-cnc-fecomercio-sesc-senac-cndl-sindilojas-cdl-lab-hub-sicc-salao-calcado-gramado-rs

Pesquisa da Fecomércio-SC norteia discussão durante painel no ESG Summit Brazil 2023

Pesquisa da Fecomércio-SC norteia discussão durante painel no ESG Summit Brazil 2023

Com o tema “O Futuro é Verde”, mais de 200 lideranças de todo país estiveram em Florianópolis, nesta semana, para participar do ESG Summit Brazil 2023. Comprometida com seu importante papel na sociedade de vetor do desenvolvimento com responsabilidade socioambiental, a Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (Fecomércio-SC) foi parceira institucional do evento e trouxe o economista-chefe da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), Felipe Tavares, que abordou a pesquisa de consumo consciente da Fecoméricio durante painel.A pesquisa, inédita em Santa Catarina e divulgada recentemente pela Federação, entrou na pauta durante o painel de forma objetiva. Os números apontaram que o consumidor catarinense está mais consciente. Dos entrevistados, 85% estão dispostos a pagar mais caro por produtos que estejam em consonância com as práticas de ESG.“Nós enquanto setor representativo, estamos trazendo estudos e números que auxiliam o setor produtivo. Como é o caso dessa pesquisa da Fecomércio aqui em Santa Catarina. Essa informação é muito importante para o empresário, tanto para a indústria que produz, quanto para o comércio, que vai selecionar os seus fornecedores, pois para o seu cliente a prática sustentável está se tornando fator decisivo”, comentou Tavares.Para o economista da CNC, a antecipação de ciclos climáticos é outro fator que gera efeito na cadeia de indústria e comércio. “A indústria precisa produzir o produto em datas específicas para que estes estejam disponíveis no comércio na data certa. Porém, as antecipações e mudanças climáticas têm afetado na produção e, consequentemente, no comércio”, explicou.Na esfera política, a CNC aponta que propostas legislativas impositivas e intransigentes são um receio do sistema, uma vez que podem gerar custos irreversíveis. “Mais do que nunca o setor terciário precisa estar inserido nas pautas de discussão de regulamentação e etc. Nosso papel hoje é estudar e trazer isso para dentro do sistema, de uma forma única, para melhorar o planejamento das empresas e estar em constante diálogo com os poderes legislativos”, concluiu o economista.  O evento, idealizado pelo empresário catarinense Lucas Martins, abordou temas relacionados à pauta ESG (Ambiental, Social, Governança) propondo soluções para a construção de uma sociedade mais sustentável. “Olhar para trás, através de indicadores e relatórios, é importante para compreendermos como chegamos até aqui; também já sabemos o que é preciso fazer, falta agora responsabilidade, ação, liderança e engajamento. Entendendo que é possível crescer, gerar ainda mais prosperidade e riqueza, mas com um olhar e criatividade necessária para esse novo momento”, ressalta Lucas Martins.


https://portaldocomercio.org.br